A importância de escolher um bom fornecedor

A importância de escolher um bom fornecedor

Escolher os fornecedores corretos para a uma empresa contribui significativamente para o resultado final do produto e, consequentemente, com a sua imagem dentro do mercado.

LEIA MAIS:
ERP na indústria
O meio ambiente e a indústria
Manutenção industrial: porque é tão importante?

Além da matéria-prima de qualidade, o relacionamento que a empresa constrói neste processo é de grande importância. Ao estabelecer uma boa relação de compra e venda, poderá acontecer uma melhor entrega do serviço oferecido.

A organização deve se manter muito bem atenta a esta escolha e procurar sempre preservar uma relação de confiança e parceria, pois os seus fornecedores também agem como influenciadores na forma em que os clientes enxergam sua marca.

Como escolher bons fornecedores

  • Prazos e condições de entrega

É necessário escolher um fornecedor cujo prazo de entrega se encaixe no planejamento de sua empresa, porém não é somente isso que se deve avaliar.

É preciso ficar de olho nas condições comerciais e financeiras, verificar se existe uma quantidade mínima de pedido, condições especiais em caso de grande demanda, além dos prazos e condições de pagamento.

Outro ponto crucial é procurar conhecer todas as medidas e processos que são adotados para garantir que as promessas sejam atendidas. No caso de um fornecedor desorganizado, ele pode gerar prejuízo e fazer com que a empresa contratante perca seus prazos.

  • Analise a estabilidade financeira do fornecedor

Um fornecedor que está passando por problemas financeiros possui maiores chances de não cumprir seus compromissos como deveria.

Por esse motivo, analisar a estabilidade financeira surge também como um critério muito importante para esta seleção.

Antes de assinar o contrato, é recomendado solicitar dados de balanços e os números da empresa. Isso confere uma certeza da capacidade de gestão e é o primeiro passo para a construção de uma relação transparente e de confiança.

  • Histórico do fornecedor no mercado

Para estabelecer uma relação de parceria com seus fornecedores é preciso levantar o máximo de informações possíveis sobre eles.

Verificar a quanto tempo a empresa está no mercado, quantos anos de experiência ela possui, e com quais clientes já trabalhou, são ótimas fontes de informação.

Contudo, não se deve pensar que uma empresa jovem é menos qualificada, pelo contrário, ter muitos anos no mercado não é garantia de qualidade.

Exatamente por isso que verificar o tempo de mercado e analisar como a empresa é avaliada por outros clientes é importante, sendo possível fazer isso de forma inteiramente online. Busque feedbacks no site da empresa, nos perfis das redes sociais, ou até mesmo em páginas de reclamação.

  • Capacidade de inovação

Como já foi mencionado, uma empresa jovem não é sinônimo de baixa qualidade, entretanto deve-se analisar se esta possui umja capacidade significativa de inovação e aprendizado.

Mesmo que a empresa contratante seja tradicional, seus fornecedores não precisam (e não podem) ficar estagnados no tempo. Pelo contrário, um bom fornecedor é aquele que consegue aliar anos de experiência e tradição a uma boa dose de inovação.

Portanto, é necessário observar como o fornecedor se mantém em dia com as tendências de mercado, como usa a tecnologia em seu dia a dia, e como incentiva a inovação dentro da sua empresa.

  • Valores do frete

Se existe algo que influenciará no valor final de seus produtos é o frete cobrado por seus fornecedores.

Mas lembre-se que são vários os fatores que influenciam no custo do frete: se ele é terceirizado, ou feito pelo próprio fornecedor; se a mercadoria vem por via terrestre, aérea ou marítima, entre outros. Todos estes pontos devem ser levados em consideração.

Ademais, as diferenças de tributação e valores variam de um estado para outro, assim como o volume e o valor dos produtos transportados influenciam no preço final do frete.

A dica é usar todo o poder de negociação. Ao fechar contrato com um fornecedor, veja se ele não consegue oferecer um frete com melhor custo benefício para sua empresa.

  • Capacidade de fornecimento

É preciso também analisar se o fornecedor está preparado para atender as suas demandas, seja em situações normais ou em períodos críticos, como os meses onde há maior movimentação no mercado.

  • Forma de pagamento

O acordo quando as formas de pagamento é uma etapa importante da negociação, sendo interessante conseguir negociar e obter certa flexibilidade por parte do fornecedor.

A recomendação é: analise as condições de pagamento, parcelamento e se há descontos por pagamento a vista e afins.

Documentos necessários para homologação de fornecedores

As homologações dos fornecedores têm como grande vantagem, a garantia de segurança e qualidade dos produtos e serviços prestados.

De uma forma ampla, os documentos necessários para homologação podem variar bastante de um estado para o outro, por exemplo.

Porém, de qualquer forma, os documentos normalmente exigidos são:

  • Dados cadastrais: Dados da empresa, dados dos sócios e afins.
  • Licença de funcionamento: Documento essencial que garante que aquele estabelecimento pode exercer atividades econômicas previstas em seu contrato social de maneira segura.
  • Certificações: Pode ser aplicado em alguns casos, por isso é necessário ter atenção. Alguns exemplos são: ISO 14 001, OHSAS 18 001, ISO 9001, SASSMAQ e afins.
  • Especificação da atividade: Documentação específica do ramo de atuação do fornecedor.

Deixe uma resposta