Terceirização na indústria

Terceirização na indústria

Conforme uma empresa cresce, as demandas, responsabilidades e metas aumentam. E, muitas vezes, essas demandas são tão grandes que a equipe local não dá conta de atendê-las. Sendo assim, a terceirização surge como uma solução, pois ao invés de perder o controle com o acúmulo de funções, é possível fazer uma reestruturação.

LEIA MAIS:
A história da indústria aeronáutica brasileira
Marketing Industrial: a nova revolução do setor
Instrumentos de medição: história e evolução

Desta forma, a empresa fica mais comprometida com os resultados e dá atenção para as mais variadas necessidades. Porém, tudo deve ser feito com cautela, a começar pela seleção do serviço terceirizado.

Na terceirização, existem vantagens e desvantagens, contudo tudo dependerá de como a empresa irá se comporta diante deste modelo.

O que é a terceirização

Resumidamente, a terceirização é a contratação de empresas ou profissionais autônomos para a realização de atividades específicas. Dessa forma, a empresa atribui tarefas a um terceiro como uma forma de atender necessidades diversas sem se sobrecarregar.

Isso economiza tempo e dinheiro, além de agir como uma facilitadora de rotina.

Atividades que complementam o negócio passam a ser responsabilidade de uma prestadora de serviços de confiança. Com isso, a empresa evita grandes preocupações e pode se dedicar ao foco principal do negócio.

Vantagens da terceirização

Foco no core business

Quando uma empresa terceiriza uma “atividade-meio”, ela passa a dar continuidade no que realmente gera resultados e lucros para a empresa.

Assim, a atividade principal, o chamado “core business” e as estratégias necessárias para buscar crescimento recebem toda sua atenção e cuidado.

Produtividade

O aumento no ritmo de trabalho e em produtividade é outra grande vantagem para esse tipo de negócio. pois, muitas vezes, ela também possibilita a melhora na qualidade do serviço oferecido.

Otimização

A terceirização permite a otimização de atividades que trazem resultados positivos para a empresa.

Não é necessário deixar ninguém sobrecarregado, uma vez que os processos e as atividades são distribuídos de maneira adequada e organizada, de acordo com as necessidades do mercado.

Economia

Com menos contratações de espaço físico da empresa, além da consequente menor manutenção desse espeço e de menos investimento em estrutura, a economia é uma vantagem clara da terceirização.

O custo da empresa passa a ser bem menor e, mesmo sem muito investimento, o crescimento permanece sendo contínuo.

Desvantagens da terceirização

Fiscalização

Para garantir que não haja uma perda considerável no que diz respeito a qualidade do trabalho, é necessário fiscalizar constantemente o que está sendo feito pela empresa contratada.

A terceirização de fato aumenta a produção, mas quem está mais preocupado com a qualidade do serviço final será sempre o gestor da operação principal.

Por isso, é preciso conhecer exatamente a empresa que ficará responsável pelos serviços e adquirir confiança nela.

Busca pelo parceiro ideal

Provavelmente a empresa investirá um pouco de tempo para encontrar os parceiros ideais. Afinal, não é porque se trata de uma terceirização que os colaboradores não devem ter comprometimento e se mostrarem eficientes.

Em algumas áreas, há muitos profissionais que terceirizam o mesmo serviço, portanto é recomendado fazer uma avaliação criteriosa para chegar a uma conclusão e escolha final.

Planejamento

A falta de planejamento pode prejudicar os resultados buscados por uma terceirização.

Caso as mudanças sejam repentinas na estrutura, isso acaba sendo uma desvantagem para os profissionais que já estão com a empresa há um tempo.

Dependência

A dependência de terceiros acaba aumentando e isso pode, ocasionalmente, gerar uma falta de controle pelo gestor.

É importante estar sempre em contato com a empresa terceirizada e com um plano de comunicação eficiente para não deixar escapar a identidade da empresa.

Mesmo com a terceirização, não se deve esquecer o perfil da empresa contratante e nem perder a autonomia do negócio. A terceirização deve ser um complemento.

Deixe uma resposta